Category Archives: Citações

Certissimo.

«O País, o PSD e o Sporting estão iguais»,  Pedro Santana Lopes
 

@Jornal ” Sol”

A Tortura

“A tortura é uma experiência humilhante. A meta não é obter informação, mas castigar-nos e destroçar-nos tanto, que façamos o que as autoridades querem. Transformamo-nos num exemplo para os outros, que ficam aterrorizados para sempre “

ISABEL, Allende

Manuel João Vieira, sobre a Cultura.

É pouco provável que algo mude. A forma como os governos tratam os artistas há séculos é disso revelador. Quando tentamos utilizar a arte ou a natureza num sentido económico, estamos a ser estúpidos, e a estupidez é o maior problema em Portugal. Sou um céptico

O que pensava Napoleão…

“Com tropas mediocres, é preciso revolver muita terra”

A dignidade

A única dignidade realmente autêntica é a que não diminui ante a indiferença dos outros

Autor:Hammarkskjod , Dag

Henry David Thoreau

Todos reconhecem o direito à revolução, ou seja, o direito de negar lealdade e de oferecer resistência ao governo sempre que se torne grande e insuportável a sua tirania e a sua incapacidade. No entanto, quase todos dizem que tal não acontece agora. Consideram, porém, que isso aconteceu em 1775. Se alguém me dissesse que o nosso governo é mau porque estabeleceu, certas taxas sobre bens estrangeiros que chegam aos nossos portos, o mais provável é que eu não fizesse qualquer caso, pois posso passar muito bem, sem eles: todas as máquinas têm atrito e talvez isso faça com que o bom e o mau se compensem. De qualquer forma, fazer uma revolução por causa disso é um grande mal. Mas quando o próprio atrito chega a construir a máquina e vemos a organização da tirania e do roubo, afirmo que devemos repudiar essa máquina. Por outras palavras, quando um sexto da população de um país que se elegeu como o refúgio da liberdade é composto de escravos, e quando todo um país é injustamente invadido e conquistado por um exército estrangeiro e submetido à lei marcial, devo dizer que não é cedo demais para a rebelião e a revolução dos homens honestos. E esse dever é mais urgente pelo facto de que o país invadido não é o nosso, e pior ainda, que o exército invasor é o nosso.