Militão Bessa Ribeiro

Militão Bessa Ribeiro, foi um político português, membro do Partido Comunista Português, durante a clandestinidade, na qual dedicou a sua vida, na luta contra regime salazarista. Após, a morte do primeiro secretário-geral do PCP, Bento Gonçalves, barbaramente assassinado, no campo de concentração do Tarrafal, em Cabo Verde, Militão Ribeiro, iniciou juntamente com Álvaro Cunhal e Júlio Fogaça, a reorganização do Partido Comunista Português, vitima de perseguição e de tentativas de destruição do seu núcleo organizacional, por parte do Estado Novo, idealizado e liderado, por Oliveira Salazar. Essa reorganização, regia-se, pelos princípios Marxista-Leninista. Em 1949, Militão Ribeiro, foi preso pela PIDE (Policia de Intervenção e Defesa do Estado) e encarcerado na penitenciária de Lisboa. Sabendo que iria morrer, Militão Ribeiro, inicia uma greve de fome, que viria, pouco tempo depois, a provocar a sua morte, porém, antes de morrer a 2 de Janeiro de 1950, ele consegue enviar uma carta, a alguns camaradas, carta essa, escrita com o seu próprio sangue, em papel higiénico.

Advertisements
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: